Publicado na web em 02 de maio de 2015 por Elenize Dezgeniski:
No dia 29 aconteceu o segundo dia das ação do ReverberAções Gilda convida. Ao som incessante de bombas e ambulâncias as ações se configuraram como um movimento de resistência às atrocidades cometidas pelo governo naquele dia. Mais do que nunca é necessária a construção de rotas de fuga e a configuração de discursos outros.
O que ganhamos com tudo isso? O que andamos perdendo? Leminski escreveu em um Minifesto que “em um país pobre, movido a carro de bois era preciso pôr o carro na frente dos bois (…) pobre de uma país pobre de idéias” – isso em 70, 80. Ainda hoje vivemos em um país pobre de idéias, pobre de um imaginário, que não dá conta de um posicionamento digno diante das diferenças e necessidades do outro. Um tempo de radicalidades e polaridades, de tanta riqueza e pobreza de espírito, simultâneas. Um verdadeiro paradoxo contemporâneo.
Continuar as ReverberAções do Gilda, significa que ainda que os bois não saibam seu rumo, nós podemos ser o motor de algo digno de ser sustentado pelas próprias pernas.
Ainda teremos mais um dia de ações, a data será divulgada aqui na próxima semana.
Quero deixar aqui meu profundo carinho aos professores que estão na luta, especialmente à Marcia Moares e Sueli Araujo que foram minhas professoras na faculdade e continuam me ensinando tantas coisas – Lindas parceiras deste projeto!!
Agradeço também Mariana Freitas e Greice Barros, grandes parceiras na realização das ações e todas as artistas que estiveram na rua na última quarta feira!

 

Espadaria

Coleta e jardinagem de espadas em espaços de conflitos

Espada de São Jorge, Espada de Santa Bárbara e cascas de ovos

Conversas, trocas e mandingas

Amor e resistência

 

Espadaria na Rua São Francisco

Faetusa Tezelli e Roseane Santos
Fotografias: Goto

Publicado na web em 14 de jun de 2015 por Goto:

Nos dias 10 e 11/06/2015 o Município de Curitiba e o Estado do Paraná promoveram uma agressão ambiental ao Parque Gomm, no bairro Batel em Curitiba. A tubulação subterrânea de esgoto que perfurou áreas do parque deixou seu buraco à mostra, entre outros transtornos. Protestos articularam-se pelas redes sociais e convocaram a população para ações presenciais no parque na tarde do dia 11, num evento denominado Festa das Toupeiras. 

Espadaria no Parque Gomm
Faetusa Tezelli
Fotografia: Lauro Borges e Faetusa Tezelli
(na imagem também a proposta Entre fios de Moira Albuquerque)